banner

OCT: Por que é importante medir suas conversões offline? 

Já há algum tempo que empresas e profissionais de marketing digital sabem da importância do acompanhamento de dados para melhorar suas possibilidades de vendas no ambiente online.

Rastrear as suas conversões e a jornada pela qual seus clientes passam até chegarem a concretização do negócio, por exemplo, é algo que permite medir a efetividade de certas ações e ir afinando suas estratégias, prezando mais por aquelas que apresentam maiores resultados, mirando em certos grupos e localidades específicas, entre outros.

Mas, ainda hoje, existe um grande ponto cego no que diz respeito ao mapeamento da jornada dos clientes. 

Isso porque, a maioria das empresas, na hora de medir os resultados de suas estratégias digitais, consideram apenas as conversões que ocorreram de forma online. Isso entrega uma visão meramente parcial do alcance das suas campanhas de marketing digital, uma vez que boa parte das conversões ainda acontecem lá fora no “mundo real”. 

“Mesmo nossa sociedade se tornando cada vez mais digital, ainda há uma grande porção de atividades dos consumidores que acontecem fora do domínio dos laptops e smartphones”, explica Bernard May, CEO da National Positions, agência que integrou por 5 vezes o ranking Inc.500 das companhias que mais cresceram nos Estados Unidos, e parceira premium da Google, em artigo publicado recentemente pela Forbes. 

 

Qual a importância das conversões offline para o marketing digital?
Imagine o seguinte exemplo: Uma pessoa é impactada por um anúncio em uma rede social, clica e cai no site da vendedora. Mas, ao invés de fechar o negócio através da loja virtual, ela liga para a empresa e tira suas dúvidas com o vendedor. Satisfeita, ela resolve fazer a compra ali mesmo pelo telefone. 

Ou em uma outra situação, uma pessoa busca por um determinado produto e vê um anúncio no Google. Mesmo assim, ela prefere passar na loja para realizar a compra pessoalmente. 

Em ambos os casos, tradicionalmente, a venda não seria creditada à campanha de anúncios da empresa, “roubando” esse dado da equipe de marketing digital. “Isso faz com que os marqueteiros tenham uma visão incompleta da efetividade de suas campanhas no mundo digital”, explica Bernard. 

Um dos grandes objetivos de qualquer estratégia de marketing digital é entender qual o perfil dos consumidores que realmente compram da sua empresa (os chamados leads qualificados) e por quais canais eles estão chegando até você. 

Uma vez que você passa a agrupar também as informações desses clientes que finalizaram a jornada de compra no ambiente offline, você passa a ter uma visão muito mais abrangente do seu consumidor e da sua estratégia, podendo alocar seus recursos nos canais que de fato estão atraindo pessoas para o seu negócio.

Além disso, usando essas informações nas plataformas digitais, você permite que os algoritmos dessas plataformas tenham acesso a esses dados, de forma a otimizar a entrega dos seus anúncios para o público ideal. 

Felizmente, já existem ferramentas que permitem mapear as conversões realizadas de forma offline, as chamadas OCT (Offline Conversion Tracking), ampliando a abrangência dos dados coletados e permitindo a otimização das campanhas de forma a gerar leads cada vez mais qualificados. 

 

O que é OCT e como funciona?
O Offline Conversion Tracking é um recurso que permite rastrear dados de conversões de canais offline (ou seja canais que fogem do âmbito online), como por exemplo o CRM da sua empresa, e incorporá-los de volta às plataformas de campanhas pagas (Google e Facebook Ads por exemplo). Isso é possível, uma vez que, ao clicar em um anúncio do Google o usuário recebe um ID exclusivo (GClid e FbClid respectivamente). Quando você salva essa ID junto a outras informações do usuário no seu CRM, é possível ter um controle dos usuários que fizeram a compra offline e por qual anúncio eles foram impactados. 

O Google Ads possibilita ainda o rastreamento de conversões realizadas através de chamadas, o que permite verificar quais anúncios e palavras-chaves estão gerando um maior número de ligações para a sua empresa. Para isso é preciso acompanhar quais ligações que geraram vendas ou outras ações e cruzar com as informações da plataforma. 

O Facebook também possui uma versão do recurso de OCT. Para utilizá-lo é preciso coletar certas informações do usuário no ato da venda, tais quais nome completo, número de telefone e endereço de e-mail, posteriormente subindo essas informações na plataforma de anúncios do Facebook. 

 

Como a Omni CDP pode ajudar a sua empresa?

A plataforma Omni CDP faz executa este trabalho automaticamente assim que as plataformas Google Ads e Facebook Ads são integradas.


A captura e integração de dados permite uma visão muito mais abrangente do seu público e da efetividade das suas estratégias de marketing digital. O problema é que, ainda hoje, muitos desses dados chegam por canais diversos, o que dificulta o cruzamento entre eles. 

Nesse sentido, a plataforma de CDP da Omni unifica as principais informações de todas as suas plataformas de negócios tais quais ads, analytics, CRM, ecommerce, entre outros, exibindo-as de forma clara e correlacionada. 

Assim você tem todas as informações reunidas em um só lugar, o que permite uma visualização muito mais completa das particularidades do seu público e um maior aprimoramento das suas estratégias. 

Descubra como ominizar o seu negócio.